Installing Python 2 on Windows

../../_images/34435688560_4cc2a7bcbb_k_d.jpg

First, download the latest version of Python 2.7 from the official website. If you want to be sure you are installing a fully up-to-date version, click the Downloads > Windows link from the home page of the Python.org web site .

The Windows version is provided as an MSI package. To install it manually, just double-click the file. The MSI package format allows Windows administrators to automate installation with their standard tools.

By design, Python installs to a directory with the version number embedded, e.g. Python version 2.7 will install at C:\Python27\, so that you can have multiple versions of Python on the same system without conflicts. Of course, only one interpreter can be the default application for Python file types. It also does not automatically modify the PATH environment variable, so that you always have control over which copy of Python is run.

Typing the full path name for a Python interpreter each time quickly gets tedious, so add the directories for your default Python version to the PATH. Assuming that your Python installation is in C:\Python27\, add this to your PATH:

C:\Python27\;C:\Python27\Scripts\

You can do this easily by running the following in powershell:

[Environment]::SetEnvironmentVariable("Path", "$env:Path;C:\Python27\;C:\Python27\Scripts\", "User")

This is also an option during the installation process.

The second (Scripts) directory receives command files when certain packages are installed, so it is a very useful addition. You do not need to install or configure anything else to use Python. Having said that, I would strongly recommend that you install the tools and libraries described in the next section before you start building Python applications for real-world use. In particular, you should always install Setuptools, as it makes it much easier for you to use other third-party Python libraries.

Setuptools + Pip

Os dois pacotes de Python de terceiros mais cruciais são setuptools e pip.

Uma vez instalado, você pode baixar, instalar e desinstalar qualquer produto de software Python compatível com um único comando. Ele também permite que você adicione esse recurso de instalação de rede ao seu próprio software Python com muito pouco trabalho.

O Python 2.7.9 e posterior (na série python2) e o Python 3.4 e posterior incluem pip por padrão.

Para ver se o pip está instalado, abra um prompt de comando e execute

$ command -v pip

Para instalar o pip, siga o guia oficial de instalação do pip - isso instalará automaticamente a versão mais recente do setuptools.

Ambientes virtuais

Um Virtual Environment (Ambiente virtual) é uma ferramenta que permite guardar as dependências de projetos diferentes em lugares separados criando um ambiente virtual Python para cada um deles. Isso resolve problemas como “O projeto X usa uma biblioteca na versão 1.x mas o projeto Y usa essa mesma biblioteca mas na versão 4.x” e mantém os seus pacotes instalados na pasta site-packages global limpa e organizada.

Por exemplo, você pode trabalhar em um projeto que usa o Django na versão 1.10 enquanto também poderá trabalhar em um outro projeto que use o Django mas na versão 1.8.

Para começar a usar isso e ver mais informações: documentação Ambientes Virtuais.


Esta página é uma versão remixada de outro guia, que está disponível sob a mesma licença.